Logo EdUERJ
Universidade do Estado do Rio de Janeiro

70 anos de Radiojornalismo no Brasil

Sonia Virgínia Moreira (Org.)

Organizado por Sonia Virgínia Moreira e publicado pela EdUERJ em 2011, 70 anos de radiojornalismo no Brasil (1941-2011) fala sobre o significado e a permanência de um noticiário de rádio nas comunicações do país. Esta coletânea de 22 artigos parte da primeira edição do premiado Repórter Esso, em agosto de 1941, transmitido em ondas médias e curtas pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, na voz de Heron Domingues, traçando não apenas um mapa do radiojornalismo brasileiro, mas também os caminhos percorridos pelos pesquisadores sobre o status da pesquisa em radiojornalismo no Brasil.





Ideologia e Utopia nos Anos 60: Um olhar Feminino

Lia Faria

Com prefácio escrito por Darcy Ribeiro, propõe-se a observar o imaginário feminino dos anos 60 e suas representações nos âmbitos da política e da cultura, analisando as ideologias e utopias de então. Instiga uma reflexão sobre a sociedade atual, uma vez que temas caros ao universo feminino contemporâneo, como o da luta pela igualdade de gêneros, desenvolveram-se a partir dos ideais libertários daquele período e de personalidades como a de Leila Diniz.





PneumoUERJ - Tomo 1

Cláudia Henrique da Costa, Agnaldo José Lopes, Domenico et al.

O primeiro e-book da EdUERJ , disponível de forma gratuita, oferece aos estudantes de medicina, clínicos e especialistas uma publicação que reúne conceitos e terapêuticas consensuais na literatura internacional da Pneumologia. Composto por artigos e conceitos contemporâneos, distribuídos em 58 capítulos (divididos em quatro tomos), acumula as funções pedagógica e de formação. O texto, único no Brasil, que espera contribuir para uma educação integrada e de qualidade, resulta do esforço de professores e técnicos da Disciplina de Pneumologia, da Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.





Artes de Civilizar: medicina, higiene e educação escolar na Corte Imperial

José Gonçalves Gondra

A matéria deste livro são as teses escritas e defendidas por médicos da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, entre 1850 e 1890. No campo dos estudos de história da educação brasileira, a abordagem é especialmente original, não só por se tratar de um objeto pouco conhecido, mas também porque produz instrumentos analíticos valiosos para a compreensão histórica desse tempo e de suas práticas educativas.





A Gazeta do Rio de Janeiro (1808-1822): cultura e sociedade

Maria Beatriz Nizza da Silva

A história de A Gazeta do Rio de Janeiro é descrita nesta obra a partir de uma variedade de assuntos publicados, evidenciando a importância da publicação como fonte de informações sobre a vida material e cultural da Corte nos tempos de D. João. Entretanto, no início do século XIX, exigiam-se outros tipos de periódicos, e as gazetas pareciam superadas como formas de um periodismo que tivera seu auge no século XVIII.





Drogas e pós-modernidade- Faces de um tema proscrito - Vol. 2

Marcos Baptista, Marcelo Santos Cruz, Regina Matias (Orgs.)

O arsenal atual de substâncias que modificam a percepção humana é imenso. Às centenas de produtos naturais, podemos acrescentar outras sintéticas, sem contar com os chamados “intoxicados menores”, que demandam tabaco, café, chás, colas etc. Drogas e pós-modernidade, volumes 1 e 2, apresentam ensaios acerca dos problemas relacionados ao uso de drogas, escritos por pesquisadores de diferentes áreas. Focaliza os desafios e perspectivas desse campo multidisciplinar, dando conta das indagações e polêmicas suscitadas pelo tema.





Drogas e pós-modernidade -Prazer, Sofrimento, Tabu - Vol. 1

Marcos Baptista, Marcelo Santos Cruz, Regina Matias (Orgs.) et al.

O arsenal atual de substâncias que modificam a percepção humana é imenso.Às centenas de produtos naturais, podemos acrescentar outras sintéticas, sem contar com os chamados “intoxicados menores”, que demandam tabaco, café, chás, colas etc. Drogas e pós-modernidade, volumes 1 e 2, apresentam ensaios acerca dos problemas relacionados ao uso de drogas, escritos por pesquisadores de diferentes áreas. Focaliza os desafios e perspectivas desse campo multidisciplinar, dando conta das indagações e polêmicas suscitadas pelo tema.





Políticas de Integração Curricular

Alice Casimiro Lopes

Este livro constitui uma contribuição de especial importância não somente para os especialistas em currículo, mas também para os pesquisadores em educação de modo geral e para os educadores que, cotidianamente, enfrentam os desafios de ensinar e comprometem-se com a promoção de uma educação de qualidade para todos.





Crime e Loucura: O aparecimento do manicômio judiciário na passagem do século

Sérgio Carrara

O autor observa o cotidiano do Manicômio Judiciário, detalhando mais claramente a essencial ambivalência da instituição e nela identificando a superposição de dois modelos de intervenção social: o jurídico-punitivo e o psiquiátrico-terapêutico. A obra contribui para a história social da psicopatia no Brasil e, dialogando com Michel Foucault, Robert Castel, entre outros, fala das grandes questões da modernidade, sobretudo da questão do livre arbítrio e da responsabilidade criminal. Documentos e processos criminais analisados por Sérgio Carrava revelam representações e ações de personagens que, no final do século XIX e início do século XX, reforçam um debate acerca da questão do crime, da transgressão e da responsabilidade.